A Self-Realization Fellowship (SRF), organização sem fins lucrativos fundada em 1920 por Paramahansa Yogananda, que é amplamente considerado o pai da Yoga no Ocidente, está lançando, em português, o livro Deus Fala com Arjuna: O Bhagavad Gita, monumental tradução e comentário de Yogananda da venerada escritura da Índia. Ao explorar as profundidades psicológicas, espirituais e metafísicas do Gita, Yogananda apresenta uma crônica abrangente da jornada da alma para a iluminação e um roteiro profundo e motivador para a vida diária.

A obra, publicada pela primeira vez em inglês em 2001, é um marco na missão de Yogananda de revelar a harmonia fundamental entre a Yoga original e o Cristianismo original.

Paramahansa Yogananda, mais conhecido por sua Autobiografia de um Iogue, best-seller permanente desde sua primeira publicação em 1946, trouxe a milhões de pessoas a espiritualidade do Oriente e a sagrada tradição da meditação iogue.

Uma entrevista com Irmão Brahmananda, monge da Ordem da Self-Realization Fellowship, fundada por Paramahansa Yogananda

Brother Brahmananda, monge da Self-Realization Fellowship

Conte-nos um pouco sobre como o senhor entrou na ordem e sobre a vida monástica.

Li a Autobiografia de um Iogue enquanto cursava direito e logo depois comecei a estudar as Lições da Self-Realization Fellowship, um curso para estudo em casa que apresenta as instruções passo a passo de Paramahansa Yogananda sobre as antigas técnicas iogues de meditação, concentração e energização, incluindo Kriya Yoga. Mais tarde, tomei conhecimento da ordem monástica da SRF. Sendo que a meditação e a vida espiritual haviam se tornado o meu principal interesse, refleti seriamente em pedir permissão para me tornar um monge e, finalmente, fiz isto e fui aceito. Três semanas depois de me diplomar, vim para Los Angeles e entrei na Ordem da SRF.

Na vida monástica, nós nos dedicamos totalmente a Deus e a nosso Guru, Paramahansa Yogananda. Empenhamo-nos por equilibrar a meditação com o serviço; assim, além de uma agenda regular de meditação diária, também temos responsabilidades de trabalho para sustentar a obra espiritual da SRF no mundo inteiro. (A Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India tem, em todo o mundo, mais de 800 templos e centros espalhados em mais de 80 países.)
A vida monástica tem suas vantagens, entre elas: nosso amor é dedicado somente para Deus, vivemos na campanhia de almas afins e nossa vida cotidiana é totalmente livre de distrações mundanas. É claro que cada devoto – esteja ou não num mosteiro – deve empenhar-se por viver uma vida espiritualmente equilibrada e buscar a campanhia de almas afins. Um vídeo inspirador sobre a vida monástica está disponível no nosso website, em https://yogananda.org/self-realization-fellowship-monastic-order.

Qual é a importância da vida e da obra de Paramahansa Yogananda para as pessoas de hoje?

Apresentamos a seguir uma entrevista com Irmão Brahmananda, monge de longa data da Ordem da Self-Realization Fellowship, que fala de sua própria jornada espiritual e compartilha suas percepções sobre o comentário de Yogananda ao Gita. (Deus Fala com Arjuna: O Bhagavad Gita. Self-Realization Fellowship, Los Angeles, Califórnia. Excertos reproduzidos mediante permissão.) Para obter mais informações a respeito de Paramahansa Yogananda e da Self-Realization Fellowship, visite www.yogananda.org. Para adquirir Deus Fala com Arjuna e outros livros da SRF em português, visite http://www.omnisciencia.com.br.

Paramahansaji é tanto um guru universal quanto um guru pessoal. Seus ensinamentos mostram à humanidade tanto a necessidade de a pessoa experimentar sua unidade com Deus quanto os meios pelos quais isto pode ser alcançado. Neste mundo confuso e de aparente ausência de significado, Paramahansaji oferece uma visão extremamente positiva sobre o propósito da vida. Ele oferece métodos para experimentarmos a realidade de Deus – um Deus de amor, um Deus de alegria –, uma visão e uma prática livres de dogmas e alinhadas com as maiores descobertas científicas.

Para aqueles que levam a sério o caminho espiritual, Yogananda oferece um caminho de discipulado sob uma linhagem de mestres Autorrealizados – os Gurus da SRF, os quais ele descreve em seu livro Autobiografia de um Iogue. Ele promete que se alguém seguir este caminho com total comprometimento e devoção, poderá encontrar Deus nesta vida, particularmente pela prática da Kriya Yoga. Yogananda nos diz que a ciência da yoga nos leva até a porta de Deus e o nosso amor nos faz entrar por essa porta. Assim, o caminho de Kriya Yoga não é uma ciência árida; é uma abordagem racional que também requer devoção.

Qual é o significado por trás da grande batalha descrita no Bhagavad Gita?

O Bhagavad Gita é uma alegoria espiritual a respeito da batalha entre a alma e o ego, inserida no contexto de um acontecimento histórico: a guerra de Kurukshetra. O significado literal do título é “Cântico do Espírito”. Ele narra o diálogo entre o grande guerreiro Arjuna e o Senhor Krishna, que está atuando como seu cocheiro; eles são colocados entre os dois exércitos oponentes. Em seu comentário ao Gita, Deus Fala com Arjuna, Paramahansa Yogananda escreveu o seguinte:

“As palavras do Senhor Krishna para Arjuna no Bhagavad Gita são, ao mesmo tempo, uma escritura profunda da ciência da yoga, união com Deus, e um livro de ensino para a vida diária. Com Arjuna o estudante é levado, passo a passo, da consciência mortal de dúvida espiritual e pusilanimidade até à sintonia divina e à determinação interior. (…) A essência sublime do Bhagavad Gita é que a ação correta, a ausência de apego ao mundo e aos prazeres dos sentidos e a união com Deus pela yoga suprema da meditação de pranayama, aprendida de um guru iluminado, constituem a estrada real para alcançar Deus.

“A técnica de Kriya Yoga, ensinada por Krishna a Arjuna e referida no versículo 29 do Capítulo IV e nos versículos 27-28 do Capítulo V, é a suprema ciência espiritual da meditação iogue.”

O que representa para o aspirante espiritual o desalento de Arjuna?

Conforme explica Paramahansaji, o desânimo de Arjuna representa aquela etapa na vida espiritual do devoto em que ele acha que seus esforços na meditação não o levaram a lugar nenhum – ele não percebe resultados nem qualquer progresso. E desde que seu comprometimento com a espiritualidade o levou a abandonar os prazeres dos sentidos sem que encontrasse alegrias espirituais que os substituíssem, ele é tentado a desistir de tudo. O primeiro capítulo de Deus Fala com Arjuna termina com estas palavras:

“Se os devotos não progridem é porque descartam as armas do autocontrole; um devoto desanimado costuma desistir de toda a autodisciplina quando não alcança conquistas espetaculares no caminho espiritual. Ele não medita, evita sua instrução espiritual (instrutor ou lições) e se perde com a mente na obscuridade da indiferença espiritual, em que só há um vislumbre ocasional da percepção intuitiva. Esse estado mental apático deve ser tratado com meditação regular e discernimento constante contra os falsos argumentos da mente sensorial. Enquanto o devoto se empenha em sintonizar-se com a orientação e a graça do Cocheiro Divino que (…) vem em seu auxílio, tudo está longe de ser perdido.”

Qual é a similaridade entre os Evangelhos cristãos e o Bhagavad Gita?

Ambas as escrituras apresentam a pessoa e os ensinamentos de um avatar mundial que era e continua sendo unificado com a “consciência de Cristo” ou a “consciência de Krishna” – aquele aspecto do Espírito que Paramahansaji chamou de Kutastha ou Inteligência Crística (“o Filho unigênito de Deus”) que permeia o cosmos inteiro e representa uma parte da Santíssima Trindade: Om, Tat, Sat; ou Pai, Filho e Espírito Santo. Como tais, tanto Krishna quanto Jesus representam culturalmente, para grandes populações atuais, a Inteligência Cósmica do Espírito – Tat (em sânscrito) ou o Filho.

Em seu comentário aos ensinamentos originais de Jesus (A Segunda Vinda de Cristo: A ressurreição do Cristo interior), Paramahansaji escreveu: “Os princípios morais e éticos prescritos no Novo Testamento são os mesmos do Gita. A psicologia e a metafísica dessas duas escrituras, quando interpretadas corretamente, também coincidem em todos os aspectos.”
Tanto os Evangelhos do Novo Testamento quanto o Bhagavad Gita ensinam ao devoto como descobrir “o reino de Deus que está dentro de vós”, a ciência da realização divina.

Como podem as pessoas manter o equilíbrio num mundo em constante transformação?

Se a pessoa pensa que ela é um corpo físico e nada mais – condenada a morrer –, fica muito difícil ser positiva e equilibrada. Mas o ser humano não é o corpo físico; ele apenas veste um. Na verdade, ele é a alma imortal e bem-aventurada. Conhecer isto intelectualmente é muito útil. Mas conhecer isto no corpo, na mente e na alma – quer dizer, experimentar isto, é profundamente mais estabilizador.

Como vamos experimentar isto? Em primeiro lugar, pela meditação, na qual começamos a sentir profundamente a paz e a subjacente alegria, que são aspectos característicos da alma imortal. Em seguida, depois de senti-las na meditação, Paramahansaji nos estimula a levar essa paz e alegria para a nossa vida de atividade. É claro que para ter paz e alegria também é essencial viver corretamente. Seria impossível ter equilíbrio interior se a pessoa escolhe levar uma vida totalmente egocêntrica e egoísta. Os ensinamentos de Paramahansa Yogananda incluem um grande material sobre como viver de acordo com os princípios espirituais universais.

Neste caminho da Self-Realization Fellowship, temos a oportunidade, por meio de nossos esforços espirituais e, especialmente, da prática de Kriya Yoga, para descobrir e experimentar quem nós verdadeiramente somos.

Deus Fala com Arjuna – O Bhagavad Gita – Volumes 1 e 2

Através dos séculos, a mensagem sublime e enobrecedora do Bhagavad Gita tem sido reverenciada por buscadores da verdade tanto do Oriente quanto do Ocidente. No entanto, seu significado mais profundo, encoberto pela alegoria, permanecia obscuro.

Em Deus Fala com Arjuna – uma tradução e interpretação inovadoras desta antiga escritura –, Paramahansa Yogananda revela as verdades psicológicas, espirituais e metafísicas mais profundas do Gita e explica o caminho equilibrado da meditação e da ação correta.

O comentário de Sri Yogananda – uma crônica completa da viagem da alma para a iluminação – constitui um roteiro minucioso sobre a vida espiritual e nos mostra como criar para nós mesmos uma vida plena de integridade espiritual, serenidade, simplicidade e alegria.

Os tópicos incluem:

– Um exame profundo da origem, evolução e natureza do cosmos, que oferece também descrições dos planos de existência para além do universo físico.

– A explicação sobre por que e como a prática da meditação iogue refina progressivamente a consciência e permite que o ser humano experimente a alegria transcendental da alma.

– Impressionantes correlações entre a visão da realidade contida nos Vedas e as descobertas da ciência moderna.

– Aspectos sutis da Kriya Yoga e como essa antiga ciência da meditação acelera a evolução espiritual do ser humano, além de muitos outros temas.


Comments

comments